ANGELUS: “ENTREGAR-SE A DEUS E SABER PERDOAR”, COMO S. ESTÊVÃO