HÁ 35 ANOS, O ENCONTRO DE JOÃO PAULO II E ALI AĞCA, SEU ATIRADOR